domingo

Preto e dourado

À primeira vista parece um Dobermann mas afinal é um Leão da Rodésia (L.R.).



Esta cadela e um seu irmão foram, numa ninhada de oito, as "ovelhas negras" da família.

Parece que em cada 400 L.R. que nascem um é preto e dourado. Este facto é polémico e a esmagadora maioria dos criadores não admite a ocorrência deste facto nas suas ninhadas.

A crista no pêlo é uma característica genética dominante e o cruzamento de cães L.R. com outros implica que a descendência possa nascer também com crista.

Para que um cão nasça com a côr preta ambos os progenitores têm que ser portadores do gene.

O padrão da raça L.R. ficou definido há muito pouco tempo, tem menos de um século. Não podemos esquecer que a raça é resultante do cruzamento de diversas raças de cães europeus com os cães dos nativos aficanos, talvez por isso existam alguns desvios em relação a esse padrão.

A Universidade da Califórnia está a realizar estudos com ADN de exemplares de L.R. Há ainda muito que aprender acerca destes nossos amigos de 4 patas.

3 comentários:

Tânia disse...

Eu gostaria de saber, se possível,quais as características do Leão da Rodésia a nível de agressividade. Deram-me dois cães os dois desta raça e gostaria de saber ao certo todas as suas características, para saber lidar com eles.
Se for possível responder ao meu comentário, agradecia imenso. Obrigada

Rhodesian disse...

Na minha opinião, e dada a experiência pessoal, tudo depende do treino do cão e do carinho e atenção que se dedica ao mesmo.

Todos os cães podem ser perigosos. Se forem criados num ambiente hostil, repreendidos com violência sempre que "fazem algo errado", como por exemplo urinar fora do sítio que desejamos ou sempre que nos querem demonstrar o seu afecto e não lhes correspondemos da melhor forma, estaremos a contribuir para o desenvolvimento de um carácter agressivo.

Uma forma que eu considero óptima de mostrar a nossa autoridade sem usar de violência e dado que esta raça é grande e forte, será, sempre que necessitamos de os repreender por estarem a demonstrar alguma agressividade para com os donos, imobilizar o cão sem o magoar, deitando-o e segurando o focinho e impedi-lo de se mexer. Falar firmente com ele durante alguns segundos. Depois, e sem o largar, fazer algumas festas e seguidamente brincar um pouco com ele. Claro isto só funciona se for efectuado nos primeiros meses de vida. O primeiro ano é muito importante na educação dos cães.

Desta forma o cão percebe que não é mais forte que nós e que os donos são os líderes da matilha: mais fortes, que lhes proporcionam alimento e segurança.

Se possível e caso seja aconselhável poderá confiar o seu cão a um treinador profissional.

Este é o meu conselho pessoal para quem quer um leão da rodésia como excelente cão de família.

A minha cadela Leão da Rodésia é muito meiga mas no início foi necessário mostrar quem manda.

Com os cães é assim, ou mandamos nós, ou mandam eles.

Muitas felicidades para si e para os seus novos "familiares". Que lhe proporcionem as maiores alegrias do mundo, afinal diz-se: "o cão é o melhor amigo do Homem"

Anónimo disse...

Eu gostaria de saber quais as caracteristicas dominantes do "melhor" cachorro duma ninhada de leoes da rodesia.
Já me informaram que teria a ver com a medida da crista ou o tamanho das patas!? Obrigada